Fazenda Grande hoje

13

07/09/2014 por FG Rincão da Forquilha

Pela tradição oral, o Capitão Joaquim José Pereira começou o povoamento das terras da Fazenda Grande antes mesmo de Correia Pinto chegar com sua comitiva para a fundação da Vila de Lages. http://fazendagrande.net/historia_fazenda_grande/

Hoje a Fazenda Grande é uma das propriedades responsáveis pela manutenção do núcleo genético do gado crioulo lageano. http://fazendagrande.net/

Do passado glorioso restaram, na sede da Fazenda Grande, somente as históricas taipas de pedra e um velho cemitério campeiro.

Abaixo mapa do contorno do antigo mangueirão da Fazenda Grande, que media mais de 10 mil m2. Parte do contorno do mangueirão ainda está de pé, mas infelizmente as divisórias foram destruídas ao longo dos anos, restando apenas vestígios de sua grandeza passada.

As fotos são dos remanescentes do mangueirão e dos túmulos de Carlota Joaquina de Liz (neta do Capitão Joaquim José Pereira falecida em 08/10/1884), do Capitão Porcópio Joaquim do Amarante(falecido em 10/08/1922, com 66 anos) , filho de Carlota Joaquina de Liz.

Além dos restos do túmulo de José Henrique de Souza(neto de Mateus José de Souza), marido Joaquina de Liz e Abreu(neta do Capitão Joaquim José Pereira), falecido em 08/08/1903, com 95 anos e o túmulo de sua filha Maria Antonia de Liz e Souza, falecida em 07/08/1933 com 78 anos..

Mapa do contorno do antigo mangueirão, perto do cemitério

Mapa do contorno do antigo mangueirão, perto do cemitério

DSC_8545

Taipa remanescente do antigo mangueirão

DSC_8557

detalhe da taipa remanescente do antigo mangueirão

DSC_8560

Taipa remanescente do antigo mangueirão

Túmulo de Carlota Joaquina de Liz, neta do Capitão Joaquim José Pereira

Túmulo de Carlota Joaquina de Liz, neta do Capitão Joaquim José Pereira

Túmulo do Capitão Porcópio Joaquim do Amarante, bisneto do Capitão Joaquim José Pereira

Túmulo do Capitão Porcópio Joaquim do Amarante, bisneto do Capitão Joaquim José Pereira

Cruz das Almas no cemitério da Fazenda Grande

Cruz das Almas no cemitério da Fazenda Grande

DSC_9633

Túmulo de Maria Antonia de Liz e Souza, bisneta do Capitão Joaquim José Pereira

DSC_9640

Lápide do túmulo de José Henrique de Souza, neto de Mateus José de Souza

Anúncios

13 pensamentos sobre “Fazenda Grande hoje

  1. Patricia Borges disse:

    Olá, sou Patricia Borges, vc esteve no meu Blog Primórdios de Vacaria um tempo atrás e como estou com muito trabalho, tenho dado pouca atenção ao blog, mas agradeço a visita.
    Sobre o material a respeito do Capitão Joaquim José Pereira, não tenho muita coisa, mas tenho cruzado com referências à ele . Ele foi o inventariante de um casal pioneiro da colonização de Vacaria, o de Antonio Borges Vieira, português e sua mulher, uma lagunense, meus antecedentes. Ele era o vizinho mais próximo do casal que faleceu deixando 10 filhos órfãos e ajudou estes órfãos arrendando em leilão a fazenda dos pais, por um período, para dar recursos para a manutenção das crianças.
    E depois do episódio da matança dos indios em Vacaria, em 1778, em que ele chefiou a expedição de caça aos indios que haviam matado alguns moradores de Vacaria e nisto foram mortos mais de 60 indios, ele ainda ficou na região por vários anos , certamente negociando com gado. Tenho bastante material do livro Aurorescer das Sesmarias Serranas, em que o autor investigou as propriedades da região da serra e constam as escrituras e transferências de terra da fazenda dele no Rio Grande do Sul. Não recordo se aparecem registros da fazenda de santa Catarina.
    Se eu encontrar alguma coisa sobre ele posso te repassar. Se quiser deixar nome e email, eu anoto. Abraços
    Patricia

    Curtir

    • Patrícia, eu tenho um exemplar de Aurorescer das Sesmarias Serranas. O que não consegui até hoje é a data da chegada de Joaquim José Pereira no Brasil. Sei que segundo relato do Capitão Pedro da Silva Chaves de 28/10/1766, Joaquim José Pereira era um dos 16 fazendeiros instalados em Lages, antes da chegada de Correia Pinto para a fundação da Vila.

      Curtir

  2. Lucas Saggin Bonetti disse:

    Excelente trabalho.
    Sou descendeste direito do Capitão Joaquim José Pereira.
    Gostaria de saber se neste Cemitério da Fazenda Grande está sepultado também MATHEUS DE LIZ E SOUZA, filho de José Henrique de Souza de Joaquina de Liz e Abreu, neto por linha materna de Nicolau de Liz e Abreu e Umbelina Maria Pereira, esta última filha do Capitão Joaquim José Pereira e Ana Maria de Santa Rita.
    Obrigado

    Curtir

    • Prezado Lucas
      No cemitério da Fazenda Grande estão enterrados a tia de Matheus de Liz e Souza, Carlota Joaquina de Liz, o pai José Henrique de Souza e os irmãos Maria de Liz e Souza e Henrique de Liz e Souza.
      Há vários anos pesquiso sobre a genealogia do capitão Joaquim José Pereira. Como já existem trabalhos publicados por historiadores gaúchos sobre os descendentes dos filhos homens, dediquei esforços aos descendentes de Umbelina Maria Pereira, que se concentram em Lages e Painel. Vou publicar material coletado até o início do século XX, que já vai ajudar os descendentes que estiverem interessados em descobrir mais sobre seu passado.
      Nas buscas descobri três pessoas com o nome de Matheus de Liz e Souza. O primeiro era filho de José Henrique de Souza e sua mulher Joaquina de Liz e Abreu e era casado com Candida de Oliveira Mello. Os outros eram filhos de seus irmãos Antonio de Liz e Souza e Manoel de Liz e Souza. O filho de Antonio era casado com Joaquina Rodrigues de Liz e o filho de Manoel era casado com Theodora Alves da Rocha Lima.

      Curtido por 1 pessoa

  3. exelente trabalho parabens ao idealizador

    Curtir

  4. Luiz Felipe Grahl Andrioni disse:

    Olá

    Gostaria de saber onde foi sepultado o estancieiro Joaquim José Pereira.

    Desde já muito obrigado

    Curtir

    • Prezado Luiz Felipe
      Conforme consta da certidão de óbito https://pioneirosdaslagens.wordpress.com/2014/09/18/morte-do-maior-estancieiro-da-vila-de-lages/, o capitão Joaquim José Pereira foi sepultado numa das sepulturas privilegiadas da igreja Matriz Nossa Senhora dos Prazeres de Lages.
      Infelizmente o cemitério foi destruido no início do século XX para a construção do colégio.
      De acordo com informações passadas pela secretaria da Matriz, o cemitério estava localizado na atual quadra de esportes do colégio.

      Curtir

      • Luiz Felipe Grahl Andrioni disse:

        Muito obrigado, continue postando informações a respeito dele, eu estou tentando encontrar o registro de batismo dele no registro em Meca, mas a forma como estão os registros não estão ajudando (apesar de digitalizados).

        Novamente muito obrigado

        Curtir

  5. DIEGO SOUZA COELHO disse:

    boa tarde,essa carlota joaquina de liz e a mulher de jose marques souza ou nao

    Curtir

  6. DIEGO SOUZA COELHO disse:

    aonde fica esse cemiterio qual cidade

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: