A Polêmica Fundação da Villa das Lages – Ofício de 08/01/1767 – Anexo 5

1

21/09/2014 por FG Rincão da Forquilha

A fundação da Villa das Lages fez parte de uma polêmica disputa territorial entre as Províncias de São Paulo e de Rio Grande de São Pedro. (https://pioneirosdaslagens.wordpress.com/2014/09/18/polemica-fundacao-da-villa-de-lages-oficio-de-08011767/)

Em Dezembro de 1766 o Capitão-mor Antônio Correia Pinto, mandou carta ao Governador da Capitania do Rio Grande informando sobre sua missão de fundar uma vila nos campos das Lages.

Na Carta nº5 o Governador do Rio Grande Cel. José Custódio de Sá e Faria ordena ao Capitão-mor Antônio Correia Pinto a imediata suspensão da fundação da Vila de Lages até decisão do Vice-Rei do Brasil Conde da Cunha ao pleito do Rio Grande sobre a extensão dos limites da Capitania do Rio Grande.

Original arquivado na Caixa 79, documento sob nº 7144 do Arquivo Histórico Ultramarino, no Rio de Janeiro.

Segue abaixo a transcrição da carta (anexo nº5):

“Anexo Nº5

Cópia da Carta que o Governador do Rio Grande escreveu ao Capitão mor Regente da nova Vila que se manda erigir nos Campos das Lages

Faço resposta a Carta de 3 de Dezembro do ano passado, em que V.M. me participou a fundação que o Ilmo. Exmo. Sr. General de São Paulo, lhe manda fazer de uma nova Vila nos Campos das Lages, fazendo limites deste Governo com a mesma Vila no Rio das Pelotas.

E averiguando eu da Câmara da Vila do Rio Grande até donde se dilatava o distrito deste Governo, para ver se a dita fundação, se compreendia nele, achei que sempre o Governo, e justiças deste Continente; se compreende até o Rio das Canoas, e que até este se cobram os Dízimos por esta Provedoria, e como ela pertence a Capitania General do Rio de Janeiro não posso eu Convir na dita fundação sem ordem expressa do Ilmo. Exmo Sr. Conde Vice-Rei, a quem passo imediatamente a dar conta, e por esta razão deve V.M. suspender a dita fundação até a resolução do mesmo. V.S. que sem dúvida não levará a bem a continuação sem se lhe dar parte, sendo dentro dos limites desta Província.

Os oficiais da Câmara também me requerem o mesmo, e eu não posso deixar de Condescender com afim requerimento, por cuja razão faço a V.M. este aviso, pondo-o por ele na obrigação de ficar responsável, ao mesmo V.S. do que se executar em contrário.

Deus Graças a V.M. muitos anos. Capela de Viamão 6 de Janeiro de 1767 = Sr. Capitão mor Antônio Correia Pinto = José Custódio de Sá e Faria=”

Assinatura carta 5

Assinatura original da carta

Anúncios

Um pensamento sobre “A Polêmica Fundação da Villa das Lages – Ofício de 08/01/1767 – Anexo 5

  1. […] E vendo ai a que a mesma fundação era em prejuízo desta Província e dos rendimentos dos seus Dízimos, e mais que tudo contemplando um que a não devia permitir sem expressa ordem de V. Excia. debaixo de cujo imediato governo ela se acha me resolvi em escrever ao Capitão Mor Regente e fundador da dita Vila a Carta nº5 pela qual ordenei que seria responsável a V.Excia., se adiantasse coisa ou que a Vila fundação sem que V.Excia. o resolvesse, e ao Capitão General de São Paulo escrevi a Carta nº6, pela qual lhe participo as causas que mo obrigaram a mandar suspender a dita obra. (https://pioneirosdaslagens.wordpress.com/2014/09/21/a-polemica-fundacao-da-villa-das-lages-oficio-de-&#8230😉 […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: