Morre a matriarca de uma grande família serrana

Deixe um comentário

08/02/2016 por FG Rincão da Forquilha

Julho de 1796 foi um mês de felicidade, apreensão e muita tristeza para o Capitão Joaquim José Pereira.

A jovem esposa Anna Maria de Santa Ritta deu a luz ao terceiro filho, de nome José e infelizmente morreu no parto.

Abaixo transcrição do registro de óbito feito na pag.35 do livro de Óbitos nº1, da Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres de Lages, onde se encontra arquivado o original.

Aos sete dias do mês de Julho de mil setecentos e noventa e seis anos, nesta Igreja Matriz da Nossa Senhora dos Prazeres da Villa de Lages, foi conduzido a minha presença o corpo da falecida Dona Anna Maria de Santa Ritta de idade de trinta e um anos, alcançou o sacramento da Penitência e da Extrema unção.

Foi sepultada a finada onde teve missa de corpo presente com seis mementos cantados e tudo o mais foi solenemente, na forma do Rito, e para constar fiz este acento.

Vigário Joaquim Gomes de Escobar”

Assinatura original - óbito

Assinatura do Pároco no documento original

Anna Maria nasceu e foi batizada na Ilha de Santa Catarina. Infelizmente o documento original de batismo está muito deteriorado e conseguimos transcrever somente parte do mesmo.
Dele extraímos a data do batismo e a qualificação dos pais de Ana Maria.

Abaixo transcrição parcial do registro de batismo da Anna Maria de Santa Ritta na Matriz de Nossa Senhora do Desterro da Ilha de Santa Catarina.

Aos vinte e seis dias do mês de novembro de mil setecentos e sessenta e cinco anos nesta Paroquia e Igreja de Nossa Senhora do Desterro da Ilha de Santa Catarina batizei e pus os santos óelos a Anna, filha legítima de João da Costa Moreira natural e batizado na Freguesia de Santa Mayor de Loures do Patriarcado de Lisboa e de sua mulher Anna Maria de Jesus natural e batizada nesta Paroquia…”

Anna Maria de Santa Ritta-bat

Digitalização do documento original, arquivado na Diocese de Florianópolis

Abaixo transcrição do registro de batismo de Jozé Joaquim Pereira, realizado no mesmo dia do óbito de sua mãe Anna Maria de Santa Ritta. O acento foi feito na pag. 109 do livro de Batismos nº 1, da Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres de Lages, onde se encontra arquivado o original.

“Aos sete dias do mês de Julho de mil setecentos e noventa e seis anos, nesta Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Prazeres da Villa de Lages, batizei e puz os santos óleos ao inocente Joze, filho legítimo do Capitão Joaquim Joze Pereira e sua mulher Dona Anna Maria de Santa Rita, a qual sepultei no mesmo dia. Foram padrinhos por procuração de Joze Joaquim Jaques o Tenente Baltazar Joaquim de Oliveira, da Senhora dos Prazeres, nossos fregueses, e casados, e para constar fiz este acento.

Vigário Joaquim Gomes de Escobar”

Assinatura bat Jozé Joaquim

Assinatura do Pároco no documento original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: